Regras para auxiliar a composição

Bonsai é uma disciplina visual, se trata de formar uma imagem miniaturizada de uma árvore idealizada, portanto a prática da observação da natureza para a reprodução artificial de elementos é extremamente importante.

Desde quebonsai começou a ser estabelecida como uma arte deu-se inicio a especificação de critérios básicos para uma forma ideal de um bonsai clássico. Em 1829 foi escrito o livro que primeiro estabeleceu métricas à arte clássica do bonsai, trata-se do Somoku Kinyo Shu (Uma coleção colorida de árvores e plantas/Coleção de folhas de árvores).

As regras não existem para determinar como um bonsai deve ser, se assim fosse todos seriam iguais, mas servem como guia de estilo para que a planta se torne harmônica e proporcional.

Não podemos simplesmente observar uma árvore na natureza e reproduzir em um bonsai em escala exata, na natureza a relação entre a grossura do tronco pela altura da árvore é entre 1:30 a 1:40 e as vezes até mais. A proporção desejada em um bonsai é de no máximo 1:10, sendo que atualmente a tendência seja até 1:4.

Isso ocorre basicamente por dois motivos, com a grossura maior do tronco suaviza a impressão das folhas grandes, além disso troncos mais grossos tendem a ter uma casca madura e com uma textura de árvore mais antiga. Resumindo, quanto mais grosso o tronco maior a sensação de miniaturização da árvore.

Outras regras que auxiliam na harmonia estética são as de arranjo dos galhos:

– O primeiro galho (de baixo para cima) pode partir da direita ou da esquerda, mas deve iniciar levemente para frente.

– O segundo deve partir do lado oposto ao primeiro, também levemente para frente.

– O terceiro deve estar na parte posterior para prover uma dimensão de profundidade para a composição como um todo.

– O primeiro galho deve ser o mais grosso e comprido, os demais galhos devem diminuir em espessura e comprimento conforme vão em direção ao topo.

– O posicionamento do primeiro galho deve ser em torno do primeiro terço da altura da planta, mesmo que ele não nasça nesta posição da planta é interessante que ele seja rebaixado até se adequar.

– Os espaçamento das camadas de galho devem ser maior na parte inferior e ir diminuindo em direção ao topo.

– Em tronco sinuosos os galhos devem nascer na parte de fora das curvas do tronco.

– Galhos devem harmonizar com o tronco, se o tronco for sinuoso o galho também deve ser, se o tronco for reto os galhos devem seguir a mesma linha de estilo.

– Dois galhos não devem iniciar da mesma altura do tronco.

É importante notar que as formas de se aplicar estas regras dependem de vários fatores, por exemplo em um bonsai estilo literati são totalmente inviáveis, muitas são descartáveis em um bonsai estilo hokidashi (vassoura).

Outro aspecto a ser observado é a família das plantas, essas regras são excelentes para um formato de pinheiro (pine shape), mas esse formato não fica bom em plantas decíduas.

Mais do que seguir regras, estilizar um bonsai depende de sensibilidade e prática de observação.

Comente usando o Facebook

comentários

3 thoughts on “Regras para auxiliar a composição”

  1. Muito boa matéria, você está preenchendo uma lacuna existente para nossas páginas de facebook. Estava faltando esses temas, já que a grande maioria que frequenta o facebook são de bonsaístas iniciados, aprendizes e profissionais. No meu caso sou um aprendiz de há seis anos para sete. Parabéns.

  2. Podemos notar que essas regras foram convencionadas inicialmente para coníferas, mas foram extendidas para as demais, muito embora alguns apregoem que para algumas plantas a conicidade e as camadas de ramos bem separadas não ocorram na natureza para a maioria das árvores. Assim, John Naka, e varios de seus seguidores desestimularam tais técnicas, fazendo copas arredondadas e miscigenações do estilo ereto informal (Moyogi) com o vassoua (hokidaki), a grosso modo fazendo "vassouras sobre as camadas de ramos". Abolindo as cascatas para árvores de brejo, mangue e várzea.

    Não é proibido fazer uma cascata com chorão ou pinheiro de brejo, é apenas anti-natural, e apenas haverão diferentes públicos de apreciação do trabalho. Na maioria das vezes nunca conseguimos agradar a todos, sempre ocorrerão divergências de idéais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *