Esgotando o planeta

Estou lendo um livro de Pierluigi Piazzi que se chama Aprendendo Inteligência, este livro vale muito apena ler, principalmente para os adolescentes, é curtinho e fácil mas mesmo assim uma mensagem ponderosa.

O que me motivou a escrever esse post foi uma alegoria que ele descreveu no livro com base nos estudos de Thomas Malthus, um economista britânico considerado pai da demografia.

Segundo o pensamento de Malthus, qualquer melhoria no padrão de vida de grande massa é temporária, pois ela ocasiona um inevitável aumento da população, que acaba impedindo qualquer possibilidade de melhoria, segundo Malthus:

A população, quando não é controlada, aumenta geometricamente. Os recursos de subsistência só crescem aritmeticamente.

Em consequência, o número de habitantes ultrapassaria, cedo ou tarde, a quantidade de alimentos necessária para mantê-los.

A alegoria que comentei no início desse post diz o seguinte: Imagine uma garrafa cheia com um líquido nutritivo, e um micróbio cai dentro dessa garrafa por volta da meia noite. Neste meio propício ele começa a se multiplicar, a cada minuto a população dobra, num minuto de 1 se tem 2, depois de mais um minuto se tem 4, no próximo minuto 8 e assim por diante.

Ao se passar 4 horas desde a contaminação da garrafa, ou seja, as quatro horas da manhã a garrafa está até a metade de micróbios e metade do liquido nutritivo foi consumido, quanto tempo levará para a garrafa se encher de micróbios e esgotar o líquido?

Se você respondeu mais quatro horas, como somos induzidos a pensar, sua resposta está errada, em apenas mais um minuto para se encher de micróbios e esgotar os recursos nutritivos dela.

As quatro horas da manhã um micróbio político poderia fazer um discurso dizendo que a população esta OK, que demoraram muitas gerações para chegar aquela gigantesca população, e que levariam muitas gerações mais para uma catástrofe e que os micróbios ambientalistas são uns lunáticos exagerados, portanto ninguém deveria se preocupar… e dois ou três minutos depois todos estariam mortos por falta de recursos.

Você deve ter ouvido que a população mundial de humanos chegou recentemente a marca de 7 bilhões, muita gente comemorando isso e aparentemente somente eu lamentando… Se essa população fosse hoje digamos 10 vezes menor, teríamos recursos como saneamento básico, eletricidade, hospitais, habitação, etc, disponíveis para todos. Sei que é uma visão simplista, porém não menos realista.

Vendo esse gráfico abaixo (clique para ampliar), podemos perceber quão rápido estamos esgotando nossa garrafa.

 

Segundo o Greenpeace, se todos os habitantes da terra consumir recursos como os indianos nosso planeta será suficiente por um bom tempo ainda, porém se levar o estilo de vida dos americanos, 5 planetas como o nosso seriam necessários agora mesmo.

Bem, eu não quero ser um eco-chato, mas vou deixar um vídeo que acho pertinente para que a gente repense a nossas atitudes consumista e onde tudo isso vai nos levar, o vídeo está em inglês mas tem legenda em português (Brasil).

YouTube Preview Image

 

Comente usando o Facebook

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *