Calda de tiririca como enraizador

Este artigo não se trata do comediante/político e sim da Cyperus rotundus, ela também é conhecida como junça ou barba-de-bode, é uma planta originária da Ásia, mais provavelmente da Índia.

É considerada uma das espécies vegetais com maior amplitude de distribuição no mundo, está presente em todos os países de clima tropical e sub-tropical  e em muitos de clima temperado.

Apesar de se multiplicar por sementes, a principal forma de multiplicação é através dos bulbos (raízes tuberosas) que se encontram sob a terra, apenas 5% das sementes são viáveis. Por esse motivo arrancar a planta e deixar parte de seu sistema radicular no solo não acaba com a infestação, por isso é considerada uma praga difícil de se extinguir.

Mas ela também possui um aspecto muito proveitoso, Seus tubérculos possuem substâncias que apresentam atividade alelopática (a capacidade de as plantas, superiores ou inferiores, produzirem substâncias químicas que, liberadas no ambiente de outras, influenciam de forma favorável ou desfavorável o seu desenvolvimento) frente a algumas espécies cultivadas, mas existem referências que afirmam que essas mesmas substâncias atuam como sinergistas do ácido indol acético (IAA) podendo ser utilizadas na indução de raízes em estacas.

Ou seja, ela possui substâncias em seus bulbos que estimulam a formação de raízes em estacas e alporques, e podem e contribuem no desenvolvimento das plantas.

Calda de tiririca

Para elaborar a calda utilize os bulbos da planta, lave-os com água e sabão neutro e deixe secar ao sol sobre uma folha de papel, depois bata no liquidificar com água potável, a proporção é de 50 a 200g de bulbo de tiririca para cada litro de água.

YouTube Preview Image

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cyperus_rotundus

http://www.eventosufrpe.com.br/jepex2009/cd/resumos/R0597-1.pdf

 

Comente usando o Facebook

comentários

5 thoughts on “Calda de tiririca como enraizador”

  1. Pingback: Estaquia - Bonsai
  2. Fui arrumar o jardim da casa … e a danada dessa planta surgiu e fiquei maluco, tentando exterminá-la. Arrancava a planta, trazendo os bulbos juntos, na esperança dela diminuir, senão acabar. Quando chove, a danada floresce que é uma beleza. Se deixar ela toma conta do jardim. Todo final de semana faço uma faxina (arranco as plantas-tiririca) e a teimosa não arreda pé do jardim. Hoje, já descobri alguma função para ela. Vou experimentar algumas coisas (calda, chá, pasta, etc). Depois retorno.

  3. Há uma contradição entre o texto e o vídeo pois o texto diz que são 50 a 200g de tiririca para 1L de água, já o vídeo diz que são 1kg da tiririca para 1L de água. Qual o correto??

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *