Bougainvillea glabra 01

_M6S0687
Antes do inicio dos trabalhos.

Esse projeto comecei com uma planta de viveiro, não um viveiro de bonsai, mas um viveiro que fornece plantas para paisagismo. O que me levou a escolher essa planta foi o fato do tronco possuir vários movimentos com galhos onde ocorrem esses movimentos que poderiam ser aproveitados. Ela também possuía galhos nascendo bem baixo, apesar do primeiro galho não ser o mais grosso, mas isso pode ser corrigido com o tempo.

Uma observação importante é que esta não é a época ideal para fazer esse tipo de trabalho, portanto estou fazendo por minha própria conta e risco, agora estamos entrando no outono, o ideal é fazer isso no fim do inverno quando a planta começa a brotar com vigor. Como essa espécie é nativa, não entra em completamente em dormência e é aceita muito bem procedimentos drásticos decidi arriscar e, talvez, assim adiantar o desenvolvimento dela em 6 meses.

_M6S0691
Detalhe do movimento do tronco.

 

Fiz a poda drástica deixando um os galhos um pouco mais longos que o necessário, a ideia é depois escolher entre os ramos que brotarão qual irá continuar a linha de cada galho. No primeiro ramo pretendo deixar ramos ladrões para promover o engrossamento do primei galho.

_M6S0693
Detalhe do nebari.

 

Cortei o torrão na metade da altura dele, usei um jato de água para descobrir o nebari, para minha surpresa, apesar da piçarra, tinha muita raiz fina e uma boa ramificação, bougainvillea não são famosas por bons nebari.

_M6S0695
Vaso de treinamento.

Escolhi um bom vaso de concreto no formato de bacia, fiz furos extras para o arame e melhorar a drenagem. Por incrível que pareça, comprei esse vaso por R$ 25,00, um preço muito próximo do que seria um vaso de plástico de tamanho similar. Eu não costumo usar vasos de concreto, mas nesse caso optei por ele por deixar um aspecto mais bem acabado.

_M6S0700
Fim dos trabalhos.

Depois de acomodar a planta no vaso, preencher com substrato esse é o resultado final, pelo menos por hora. Agora vamos ver como ela vai reagir nos próximos meses, o mais provável é que não faça mais intervenção alguma até a primavera.

 

 

Comente usando o Facebook

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *