Maldita mente descontínua

Eu fiz um post aqui no blog  sobre a Alegoria da Caverna de Platão aplicada a bonsai que o Walter Pall falou em vídeo. E pensando sobre a questão de como os bonsai evoluíram de imitações das grandes árvores para os diversos estilos de bonsai, eu me deparo com o problema que nós, pessoas comuns, temos em analisar a evolução das coisas.

Isso se deve a nossa mente descontínua, resumindo é  a nossa dificuldade de imaginar ou enxergar processos que levam muito tempo, ou muito pouco tempo, ou coisas muito grandes ou ainda coisas muito pequenas. Por exemplo,  a sequencia de desenvolvimento de uma planta, o envelhecimento de uma pessoa, os vários tons de cinza entre o branco e preto… para você entender melhor o que é isso, recomendo este vídeo. Continue reading Maldita mente descontínua